sexta-feira, maio 07, 2010

"Seja feita a Sua vontade"

Estamos cientes de que esse ano tem sido um ano muito diferente. 2010 tem sido um ano marcado por muitas tragédias, no Brasil e no mundo, gerando incertezas e questionamentos.

Ontem, estivemos em um evento que buscou ser uma mão aliviadora para aqueles que foram vítimas do terremoto no Chile e me vieram alguns pensamentos.


Provérbios 14:31

“Oprimir o pobre é ultrajar o seu Criado, mas tratar com bondade o necessitado é honrar a Deus”.

Tito 3:14

"Agora, quanto aos nossos, que aprendam também a distinguir-se (serem diferentes) nas boas obras a favor dos necessitados, para não se tornarem infrutíferos".

Efésios 4:28

"Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado".


Se ao tratarmos o necessitado com bondade honramos ao Senhor; se as boas obras a favor dos que precisam nos tornam frutíferos e; se aquilo que recebemos como salário do nosso trabalho é também para ajudar o que carece, então devemos ser despertos ao fato de que toda necessidade é uma OPORTUNIDADE para honrarmos a Deus. Precisamos despertar ao fato de que toda necessidade é uma oportunidade para sermos frutíferos e que toda necessidade do outro é uma oportunidade para demonstrarmos que não somos mais ladrões, mas, de fato, novas criaturas!

Apesar de todas as dores que testemunhamos neste ano, a Igreja nunca teve tantas possibilidades para ser Igreja.

Vez após vez, em 2010, o Senhor deu à Sua Igreja a oportunidade de honrar o Seu nome sobre toda dor, sobre toda morte, sobre todas as tragédias. Vez após vez, após vez, após vez e após vez!

E, portanto, ao invés de gastarmos tempo tentando encontrar os porquês disso ou daquilo, ao invés de gastarmos tempo condenando e dizendo que a dor foi devido a esse ou aquele pecado, nós, como Igreja, deveríamos nos levantar prontamente para mostrar ao mundo que o Amor é real, que o Amor é verdadeiro e que Ele se importa! Nos levantar e mostrar ao mundo que o Amor, além de ser real, habita no meio de nós, assim como pregamos!

(Existe prontidão no amor. O amor não é lento. O amor é ágil! Eu não espero perder quase todo o meu sangue para ir a um hospital. Se eu me acidento, eu parto de imediato. Eu não sou lento no cuidado aos meus filhos, eu socorro prontamente. Por que? Porque eu os amo! E porque o amor está sempre em alerta. O amor está sempre de prontidão)


O Senhor Jesus nos ensinou uma oração, a oração que nós chamamos de “Pai Nosso”. E na ocasião, o Senhor foi proposital na escolha de todas as palavras que compõem essa oração. Ele escolheu cada palavra, cuidadosamente, a fim de nos revelar o coração de Deus.

E ele poderia ter nos dito: “Olhem, quando vocês se aproximarem de Deus, digam o seguinte: ‘Ó excelso, majestoso e sublime criador dos céus e da terra’”. Ele poderia ter nos ensinado assim.

Mas, ele não fez isso! Dentre todos os termos que ele poderia ter escolhido, dentre todas as denominações possíveis, ele nos disse o seguinte: “Quando vocês orarem, quando vocês se aproximarem de Deus, digam: 'Pai'”. Digam Pai. Se aproximem como filhos.

E ele não parou por aí; Jesus complementou dizendo que, o Pai, era nosso!

Ele não nos ensinou a orar "Pai meu", mas "Pai nosso”!

O Senhor nos revelou que a primeira coisa que nós precisamos saber de Deus é que Ele é Pai; alguém presente, acessível, amoroso. E, logo em seguida, a segunda coisa que Ele nos revelou é que nós estamos, necessariamente, inseridos numa realidade comunitária e não individualista, onde fazemos o que bem queremos, quando queremos, para nós mesmos. Não!

Não é Pai meu, é Pai nosso!

Não é pão meu, é pão nosso!

Não é pecado meu, tentação minha, inimigo meu, mas é pecado, tentação e inimigo nosso!

E por conta disso, a dor do outro não é do outro! A dor do outro é nossa! O choro do outro é o meu choro! O lamento do outro é o meu lamento. A perda do outro é a minha, é a nossa perda!

Percebamos, também, que o Senhor nos ensinou a orar, na oração do Pai Nosso, por Sua vontade.

Ele nos ensinou a orar: “Seja feita a Sua vontade”.

Permitam-me dizer que é inútil orarmos “Seja feita a Sua vontade” se não estamos dispostos a ser o canal através do qual a vontade do Senhor é feita. É inútil orarmos “Seja feita a Sua vontade” se não estivermos dispostos a realizar a vontade de Deus.

Jesus, antes de ir para cruz, lá no Jardim do Getsêmani, orou “Seja feita a Sua vontade”. Clamou para que se fosse possível o cálice lhe fosse afastado, do contrário, que fosse feita a vontade do Pai.

Jesus pôde fazer essa oração porque ELE estava disposto a fazer a vontade do Pai.

O “Seja feita a Sua vontade” não é uma oração onde dizemos ao Senhor: "Olha Deus, agora o Senhor se vira!" Não. “Seja feita a Sua vontade” é também uma oração de sujeição. É uma oração de submissão à vontade de Deus. Consequentemente, a oração do “Pai Nosso” é a oração dos “Filhos Dele”, pois os filhos são aqueles que, reconhecidamente, se sujeitam à vontade do Pai.


13 comentários:

Joel Sant Anna disse...

Amém! sou participante desse amor. Ainda recebo as manifestações amorosas do corpo por uma recente perda e consequentemente aprendo a transmiti-lo, a fim de cumprir os propósitos do mesmo. Menos teoria e mais prática!

Renata Ferreira disse...

Amém, essa mensagem tocou-me bastante. É preciso ajudarmos uns aos outros, sermos Igreja. E que façamos a vontade de Deus, de coração quebrantado. Abs fraternos :]

Rafael Barbosa disse...

A minha real dificuldade é ser participante dessa grande perspectiva funcional da igreja para com a sociedade. O "como" ser igreja e o como "se comportar" diante da igreja, tem sido demasiadamente superficial nesses dias, em que as relações humanas se tornaram tão superficiais, a ponto de não sermos capazes de reconhecermos a dor do outro, sendo que JESUS, nos provou a necessidade de nos empatizarmos com o sofrimento alheio. Enfim, é consideravelmente gracioso suas perspectiva da vontade do NOSSO PAI, para nossas vidas!
Que a misericórdia do SENHOR carregue-nos nesses dias maus!
A PAZ do SENHOR Jesus CRISTO

nichollas disse...

Quao grande és o senhor , pois nos ensina a viver de forma verdadeira juliano , louvo a deus por isso no e nosso ministerio ...
Compadecer e amar sao dons que provem do nosso senhor e ele nos ensina com exelencia !
Deus abençoe querido


Abraçao Nichollas (metodista Renovada)

Fabiana disse...

OLÁ BENÇAO...QUE VOCE CONTINUE NESSE PROPOSITO DE SERVIR AO SENHOR,SE DEIXANDO SER CANAL ABENÇOADOR,BOCA DE DEUS AQUI NA TERRA..NAO EXISTE NADA MAIS GOSTOSO E GRATIFICANTE QUE SERVIR AO PAPAI DO CÉU NAO É MESMO? ESPERO QUE POSSAMOS SER INSTRUMENTOS,E SEMPRE COMPARTILHAR DESSE AMOR TAO PURO E VERDADEIRO,E QUE PREENCHE NOSSA ALMA NOS TRAZENDO REFRIGERIO E PAZ.E DESEJO LEVAR A TODOS OS CORAÇOES FERIDOS E SEDENTOS DO AMOR DE DEUS A VERDADE DA PALAVRA QUE NOS LIBERTA,PURIFICA E NOS FAZ NOVA CRIATURA.QUERO CONVIDAR VOCE PARA CONHECER MEU BLOG,CANTINHO QUE PAPAI DO CEU ME DEU PARA EU EXPRESSAR UM POQUINHO DO MUITO QUE ELE TEM FEITO EM MINHA VIDA,E ESPERO DE TODO MEU CORAÇAO QUE ELE POSSA TE ABENÇOAR,TRAZENDO ALGO NOVO AO SEU CORAÇAO.
JÁ ESTOU SEGUINDO SEU BLOG.

www.jesusarqueeurespiro.blogspot.com

Com carinho..um grande abraço!

Fabiana.

♦Lu♦ disse...

Amém!tenho aprendido muito através deste site e através da sabedoria deste abençoado pastor...que palavra linda,nos leva a entender o quanto somos egoistas e trabalhamos para nós mesmos...Jesus dá-nos um coração igual ao Teu...

Edinelson Lopes - Coordenador de Evangelismo - www.sigaomestre.com disse...

Graça e Paz Juliano

Li esta postagem e fiquei simplesmente extasiado pelo completar das palavras que o SENHOR tem me revelado.
Dia 5 do mês de maio, publiquei no blog de nosso ministério o artigo com o nome A Referência de Perdão sobre uma ministração baseada justamente no "Pai Nosso" o que chamei de Senso Coletivo...

http://sigaomestre.blogspot.com/2010/05/blog-post.html

Edificado mais uma vêz, agradeço ao SENHOR por sua vida, como a um irmão amado.

Aos irmãos leitores/praticantes:
"...nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos..." I João 5:02

Edinelson Lopes - Coordenador de Evangelismo - www.sigaomestre.com disse...

Amém!

Ezequias Lanes disse...

Essa palavra me faz lembrar de um homem chamado Rees Howells, personagem do livro "INTERCESSOR" de Norman P. Grubb (indico a leitura). Deus colocou em seu coração que ele não devia pedir a solução dos problemas dos outros, porém, ele devia SER A RESPOSTA para o outro, trazendo em sua carne o morrer pra si mesmo, para que outros pudessem viver.

Anônimo disse...

Amigo, eu estava sem rumo na vida que carrego. Sem perceber pus umas melodias sua no meu telefone; foi a gota d´agua que precisava cair no meu coração árido! Foi como se pluga-se minha vida na tomada da vida. Estou muito feliz!

Deus me alcançou através da tua vida. De pronto já disse p Deus:
Pai, continua usando esse candidato que vive para morrer por Cristo Jesus! Amém.

Silveira disse...

Tudo é muito bom, quando conseguimos colocamos em pratica a mensagem da cruz,e transmitir,fluir esse amor para outras vidas!
Ainda não conhecia o trabalho de vcs,ouvi a msg do livres para adorar da parte de Deus e fui renovada!Continue esse ministerio de lideres de excelencia!!!

Dênis Informática disse...

Frútifero é, e plantar mais do que colher, para que outros deêm frutos, Isso é bom, como as sementes de outras plantações nos faz frutificar. Assim como em mim esse ministério vem me conscientizando sobre a verdadeira obra de DEus. Assim para que eu também plante sementes, pelas que foram colocada em mim, para que o amor de Deus cresça. Muito importante todas pessoas saberem que nenhuma obra é debalde (em vão), como as vezes pensamos.

Anônimo disse...

Muito boa essa revelação. E isso justifica o fato de nos chamarmos de irmãos, pois o ``pai é nosso``, então somos todos irmãos. Inclusive, quando o senhor nos deixou essa oração, ele se incluiu como nosso irmão. Um irmão mais velho em que temos que morrer por ele. Digo sim, temos que estar prontos para morrer por ele, o Senhor Jesus. Amém! Fiquem com Deus todos vocês de São Paulo e que Deus continue abençoando a missão de vocês.