terça-feira, março 17, 2009

Retiro Livres para Adorar 2009

Dia 2

Noite

Palavra: Bernardo Cho

Tema: "O Evangelho em Abraão e Isaque"

Retiro Livres para Adorar 2009 from Livres para Adorar on Vimeo.

3 comentários:

Everton Amaranto disse...

Paz!!
Gostaria de tirar uma dúvida: você cita na pregação que Abraão era um homem pagão, mas na Bíblia há sua genealogia e Abraão é descendente de Sem, filho de Noé, um homem temente a Deus. Minha dúvida é: aprendi que antes da Toráh havia a tradição oral, será que Abraão já não conhecia o Senhor, só de ouvir falar pelo menos? Aguardo resposta!!

felipe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliano Son disse...

Amado Everton,

Eu vou tomar a liberdade de falar pelo Bernardo quanto à sua questão.

Ao fazer uma leitura da narrativa bíblica não é possível encontrar indícios claros quanto à espiritualidade de Abrão. Não existem evidências concretas quanto ao caráter espiritual do nosso pai na fé.

Mas, em Josué 24:2 descobrimos que Terá, pai de Abrão, era um idólatra. Que a sua família era uma família idólatra e a sua nação era uma nação idólatra.

E, portanto, é bom notar que Terá, mesmo antes de Abrão, também fazia parte da genealogia de Sem. E como agente percebe isso não influenciou em nada no seu paganismo.

Como Deus não tem netos, fica explicado como ser descendente de Sem ou até mesmo de Abraão - fato que deixava muitos dos sacerdotes da época do Senhor sentirem-se seguros - não diz muito a cerca da espiritualidade de ninguém.

Concluindo, se Abrão era pagão ou não, antes de Deus falar, não é o que de fato importa na narrativa bíblica. O que é importante na história do nosso pai Abraão é o fato de que quando Deus falou, ele respondeu.

Abraão respondeu à revelação de Deus. É isso o que importa, penso eu.

Abraços fraternos!